COMISSÃO NACIONAL

Eleições 2018: candidatos ateus na corrida pelos votos para o legislativo e executivo

O primeiro turno das eleições 2018, que será o dia 7 de outubro, está próximo e muitos são os candidatos a deputados estaduais, federais, governadores e a presidência que buscam uma vaga no executivo ou no legislativo para representar a vontade do povo nos próximos quatro anos. Boa parte deles pertence à alguma religião. No entanto, como a sociedade brasileira é pluralista há também lugar para os ateus.

O Concílio Vaticano II na Gaudium et Spes (19-21) dedica três longos parágrafos à questão do ateísmo, explica o bispo coadjutor de Montes Claros (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para Cultura e Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom João Justino de Medeiros.

“Esse ensino é atualíssimo. Chega a reconhecer nossa parcela de responsabilidade, como cristãos, na gênese do ateísmo e conclama ao diálogo também com os não-crentes e com os ateus. Portanto, não há porque estranhar a presença de candidatos ateus”.

Reprodução: TSE

Para dom João Justino em relação a qualquer candidato, o eleitor precisa conhecer sua plataforma política.

“Um candidato ateu pode ter projetos não afetados por suas convicções em relação à religião. Candidatos cristãos podem, infelizmente, compactuar com projetos que ferem os princípios do evangelho. Portanto, o que está em jogo é o compromisso ético e político do candidato. E da parte dos eleitores os mecanismos de acompanhamento dos mandatos”.

O histórico do candidato pesa muito sobre a escolha. Sobretudo se se trata de reeleger alguém, argumenta o bispo. “Nesses casos há de se perguntar: como esse candidato se posicionou no cenário político? Como foi sua posição como legislador ou como gestor? Quais os frutos de seu mandato”?

Citando as palavras de Jesus no Evangelho de Mateus 12,33, dom João finaliza “Pelo fruto conhecereis a árvore” (cf. Mt 12,33).

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), neste ano, mais de 147 milhões de eleitores estão aptos a votar nas mais de 480 mil seções eleitorais distribuídas em 95 mil locais de votação no país.

Debate de Aparecida

Nesta quinta-feira (20), a partir das 21h30, a CNBB em parceria com o Santuário Nacional de Aparecida (SP), realiza na arena do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, o Debate de Aparecida. A transmissão será feita pelas emissoras de TVs e rádio de inspiração católica e também por meio de portais na internet.

Também será possível interagir pelas redes sociais. Haverá monitoramento em tempo real da hashtag oficial do debate: #DebateAparecida. Por meio de parceria entre a TV Aparecida e o Twitter, haverá um contador do número de menções à hashtag. O público ainda poderá interagir durante a transmissão, via Periscope, com o perfil @tvaparecida.

Sobre o autor

Alex

Alex

Setor de Comunicação do Regional NE 1; Coordenador da Comissão para Comunicação Social - CNBB Regional NE 1 e Coordenador da Pascom Paroquia Nossa Senhora das Graças.

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ARTIGOS

Dom Orani João Tempesta

Dom Orani João Tempesta

D. Orani João Tempesta, Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro (RJ)

REDES SOCIAIS PASCOM

Participe de nossas redes sociais: curta, comente e compartilhe com todos os agentes no Brasil !