PASCOM PAROQUIAL

Pascom de Mauriti-CE organiza exposição para comemorar os 75 anos da paróquia

????????????????????????????????????

Até o próximo dia oito de dezembro, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Mauriti, celebra dupla festa: a da padroeira e 75 anos de criação canônica. As comemorações alusivas foram iniciadas, oficialmente, na noite desta quarta-feira (28), com a presença do bispo diocesano, Dom Gilberto Pastana; do pároco, Padre Fernandes José dos Santos Júnior, e do vigário paroquial, Padre Ismael Vogas.

      Para marcar o início das festividades, sobretudo a do Jubileu de Diamante, a Pastoral da Comunicação (Pascom) abriu a exposição “Mauriti, uma história de amor por ti”. Como o próprio nome sugere, a ideia é mostrar objetos litúrgicos e fotografias que tiveram influência sobre a história da paróquia, como destaca o coordenador, Fabrício Furtado:

– É um gesto concreto para o encerramento desse jubileu. A data jubilar é diferente das outras. É grandiosa e merece uma atenção especial.

Foi, então, pensando nessa data cronológica, que a equipe, composta por cinco jovens, partiu em busca dos objetos e de cataloga-los segundo a época. São cálices, casulas e réplicas das capelas que compõem a paróquia.

O bispo, Dom Gilberto Pastana, foi o primeiro a conferir os detalhes da exposição. Ele elogiou o trabalho e, sobretudo, o espaço preparado com esmero e dedicação.

Padre Fernandes, que acompanhou o pastor diocesano ao lado do Padre Ismael, considera importante conservar o passado, para que se tenha ideia de como ele ajudou a constituir o tempo presente, merecendo ser revelado em uma exposição.

– Nós vivemos o hoje, mas nós temos um passado. E este não pode ficar escondido, enterrado ou ser jogado fora. Deve ser valorizado, porque é a nossa raiz, a nossa sustentação.

A exposição “Mauriti, uma história de amor por ti” está aberta à visitação no Centro de Pastoral Padre Argemiro, localizado ao lado da Casa Paroquial, até o dia cinco de dezembro, das 17h30 às 18h30, com intervalo para a novena e missa. Depois, é reaberta.

O estudante Mateus Lacerda aprovou e recomenda que outros jovens também possam apreciar o trabalho:

– Ela [a exposição] traz à memória todos os anos que a paróquia já vivenciou até aqui, para que essas lembranças se perpetuem na devoção à Virgem Imaculada.

Paroquiana e Ministra da Eucaristia, Maria do Desterro Querino, conta que os objetos expostos a fizeram reviver momentos caros ao coração.

– São momentos, festas que eu vivi na paróquia, sacerdotes que eu convivi, outros que eu não conheci. Por exemplo, eu não conhecia o Padre Maranhão, mas conheço a rua que leva o nome dele. Então, isso também me trouxe lembranças daquilo que também faz parte da história.

Setenta e cinco anos de evangelização

Na noite desta quarta (28), além da abertura da exposição “Mauriti, uma história de amor por ti”, também tiveram início os festejos alusivos à padroeira, Nossa Senhora da Conceição. Uma carreata trouxe a imagem até o patamar da Igreja Matriz, onde aconteceu grande salva de fogos e hasteamento da bandeira. De lá, os paroquianos, muitos provenientes das diversas partes do município, reuniram-se para a Santa Missa, presidida pelo bispo, Dom Gilberto Pastana. Na homilia, recordou duas atividades, segundo ele, muito importantes vivenciadas na paróquia: grupos que se reúnem para meditar a Palavra de Deus e a formação de Ministros da Palavra.

– Ao celebrar os 75 anos, todos os habitantes deste município devem ter essa consciência de pertença, de fazer parte, de ser membro. Mas do que um sentimento, esse deve ser um compromisso. A nossa forma de viver a fé passa, necessariamente, pela paróquia. Se, no final desse jubileu, todos chegarem a essa consciência, muitos frutos qualitativos serão colhidos – ressaltou o pastor diocesano.

As celebrações alusivas à festa da excelsa padroeira de Mauriti, Nossa Senhora da Conceição, segue com extensa programação até o próximo dia oito, podendo ser acompanhadas aqui ao vivo, pela transmissão do Facebook: Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Mauriti – CE.

Para saber mais:

Em 6 de dezembro de 1943, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Mauriti, foi criada em meio ao poderoso patrocínio da Virgem Imaculada.

Era meados do século XIX, quando o Capitão Dantas, tendo sido acometido de cólera, fez um voto à Imaculada Conceição em favor de sua cura. Ouvidas as suas preces e da esposa, curou-se do mal que lhe afligia, e, em honra ao voto, doou, em 6 de setembro de 1870, o chão para construção da capela que dava origem a toda a história que inicia-se como povoado Buriti Grande, tornando-o o fundador de Mauriti.

Em 27 de Maio de 1875, a capela foi inaugurada. Em 8 de dezembro do mesmo ano, foi celebrada a primeira missa pelo Padre Mota, na grande festa da padroeira, cuja imagem capitão Miguel Dantas trouxe de Fortaleza.

 

Para saber mais desta história, acesse: http://paroquiamauriti.blogspot.com/2018/10/a-paroquia-de-mauriti-como-tudo-comecou.html?m=1

 

Por: Patrícia Mirelly/Assessoria de Comunicação com colaboração da Pastoral da Comunicação de Mauriti 

Sobre o autor

Alex

Alex

Setor de Comunicação do Regional NE 1; Coordenador da Comissão para Comunicação Social - CNBB Regional NE 1 e Coordenador da Pascom Paroquia Nossa Senhora das Graças.

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ARTIGOS

Dom Orani João Tempesta

Dom Orani João Tempesta

D. Orani João Tempesta, Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro (RJ)

REDES SOCIAIS PASCOM

Participe de nossas redes sociais: curta, comente e compartilhe com todos os agentes no Brasil !