COMISSÃO NACIONAL

Sínodo como fonte de inspiração aos jovens

Coordenador do Setor Juventude da Diocese de Tubarão/SC acredita que a assembleia dos bispos que se realiza no Vaticano até o final do mês seja uma fonte de inspiração e evangelização, como os próprios questionários pré-sinodais locais já haviam confirmado: os jovens buscam alguém para se inspirar.

Amábile Corrêa – Cidade do Vaticano

O Sínodo dos bispos para os jovens, que termina no domingo (28), é um grande espaço de reflexão e uma abertura especial, um “olhar que a Igreja dá para a juventude”, afirma Murilo Medeiros, de 25 anos, coordenador do Setor Juventude da Diocese de Tubarão/SC: “é muito importante porque acaba que o jovem tem a visibilidade das suas ideias. Alguém está nos olhando, alguém está pensando na gente. Se diz muito que o jovem é o futuro da Igreja, futuro disso e daquilo mas, principalmente, o jovem é o presente, é aquele que pensa, que quer coisas novas mas, acima de tudo, que quer viver a sua fé”.

“ Que o Sínodo possa ser para nós fonte de inspiração, fonte de vontade de sermos ouvidos. ”

O Sínodo, segundo o coordenador, faz esse convite ao discernimento vocacional e a viver a fé, através da abertura da Igreja que se mostra pronta para escutar o jovem e acolher as suas ideias. Em contrapartida, como demonstraram os questionários pré-sinodais realizados em Tubarão, a juventude também busca fontes de inspiração.

O Papa Francisco acredita que os jovens exigem uma dedicação criativa, entusiasta e cheia de esperança, a fim de não ficarem sozinhos nas mãos de “traficantes de morte”, que oprimem a vida. Nesse contexto, segundo Murilo, a Igreja pode contribuir na inserção dos jovens na sociedade, ajudando a ampliar os trabalhos nas universidades e no mercado de trabalho, criando oportunidades de evangelização:

“Que a Igreja esteja ligada aos contextos sociais, principalmente à família, à educação e, acima de tudo, nos dê bons testemunhos para o seguimento de Jesus. E, um Sínodo para a juventude, é um sonho que se torna realidade, mas é um olhar que a Igreja passa a ter para nós, jovens, e esperamos que o Espírito Santo possa iluminar os bispos, iluminar aqueles que nos representam no Sínodo, o Papa Francisco e toda nossa Igreja para que tenham um olhar não só pelo jovem, mas por todo o seu trabalho e por tudo aquilo que ele representa na Igreja. Que essa força, vontade e compromisso de fazer as coisas darem certo, de fazer ‘novo’ todas as coisas, mas sem deixar de ser o cristão de sempre, convicto da sua fé.”

“ O Papa João Paulo II sempre dizia uma frase muito bonita, e a gente vê também no testemunho de Francisco, quando ele diz: ‘A Igreja só será jovem quando o jovem for Igreja’.

ARTIGOS

Dom Orani João Tempesta

Dom Orani João Tempesta

D. Orani João Tempesta, Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro (RJ)

REDES SOCIAIS PASCOM

Participe de nossas redes sociais: curta, comente e compartilhe com todos os agentes no Brasil !